domingo, 17 de agosto de 2014

Crônica - A Parábola do tesouro escondido (achado) ou Keep Going - José Anastácio de Sousa Aguiar


A passagem constante da Bíblia, em Mateus 13:44, ficou conhecida como a “Parábola do Tesouro Escondido” e é mais uma das comparações que Jesus relata em referência ao Reino dos Céus.
Nela, um tesouro, oculto em um campo, foi achado e, posteriormente, escondido por um homem, o qual, movido por gozo, foi vender tudo o que possuía e comprou aquele campo.
Dois aspectos podem ser destacados na referida parábola: o primeiro, e mais óbvio, refere-se à menção do incomparável valor do Reino dos Céus a qualquer regalo do reino da terra. Outro, nem sempre devidamente destacado, extrai-se do sentimento de gozo que ocorre ao indivíduo ao descobrir a inestimável transcendência da sensação de concernência ao Todo. Se o leitor nunca sentiu tal gozo, keep going, se já o conhece, keep going.
Destaco, por pertinência, Epicuro: “É verdadeiro tanto o que vemos com os olhos como aquilo que aprendemos mediante a intuição mental.”
José Anastácio de Sousa Aguiar